domingo, 25 de março de 2012

Web Novela - ''Medo De Amar'' 133º CAPÍTULO


133º Capítulo - Roberta pede um tempo pra Diego
Diego largou Vitória.
Diego: Você tá doida ? Quem você pensa que é pra entrar aqui e me beijar ? -  ele olha pra porta e vê que Roberta estava desmaiada, ele se desespera e vai até ela Viu o que você fez, eu amo a Roberta e se ela não ficar bem você me paga, sai do meu quarto agora, sua piriguete - Vitória saiu correndo, e Diego estava tentando acordar Roberta. Amor, Roberta, acorda, Roberta - ele chamava ela e ela não respondia, então ele resolveu levar ela pra enfermaria.
Na enfermaria..
O médico da enfermaria do colégio tinha ido embora, só tinha ficado duas enfermeiras, quando Diego chegou com Roberta no colo, uma das enfermeiras ligou pro médico pedindo que ele viesse ao colégio, em menos de 10 minutos o médico já havia chegado e estava examinando Roberta, depois de uns 15 minutos...
Diego: Como que ela tá Dr. ?
Dr. Lucas: Ela está bem, mas, o que aconteceu pra ela desmaiar ?
Diego: Ela viu uma garota me beijando, e desmaiou
Dr. Lucas: Ah, vocês são namorados ?
Diego: Noivos
Dr. Lucas: Ah, sim, bom, por enquanto ela está dormindo, mas daqui umas 2 horas ela deve acordar, se você quiser, pode ficar lá com ela, mas quando ela acordar, chame as enfermeiras porque elas irão ver como ela tá, a pressão, a temperatura e qualquer coisa eu volto aqui.
Diego: Ok, obrigado Dr.
Dr. Lucas: De nada! - o Dr. pega suas coisas e vai embora, Diego entra no quarto que Roberta tava, vai até ela, e segura na mão dela.
Passam se 2 horas...
Roberta acorda, e vê que Diego estava ali ao seu lado, segurando sua mão, ela se lembra do que viu e se afasta dele.
Diego: Meu amor, que bom que acordou! Como você tá ?
Roberta: Não me chame de meu amor, eu não sou nada sua.
Diego: Amor, aquilo não era o que você tá pensando, eu não tava beijando a Vitória
Roberta: Ah não ? Eu tive uma visão então ? - ela diz irônica
Diego: Não.
Roberta: Então o que era ?
Diego: Posso falar ?
Roberta: Fala logo antes que eu desista de te escutar.
Diego: Tá bom, eu estava te esperando no meu quarto, aí de repente ela entrou no meu quarto e me agarrou, eu me soltei dela e quando eu vi, você tava lá desmaiada, aí eu mandei ela sair do meu quarto e falei que te amava e que se você não tivesse bem ela ia me pagar por isso, ela saiu do quarto furiosa e eu te trouxe pra cá.
Roberta: Não sei não Diego... - ela olha pro outro lado
Diego: Ei - ele pega o rosto dela devagar, fazendo ela olhar pra ele Você confia em mim ?
Roberta: Confio, mas..
Diego: Se você confia, você deve saber que eu tô falando a verdade e que eu nunca ia te trair amor, olha só, você acha que eu ia trair uma pessoa tão boa, linda, inteligente, gentil, carinhosa, gostosa, perfeita como você ? Roberta, eu te amo muito, e você não tem que duvidar disso, você vai me dar uma filha, que com certeza vai sair linda como a mãe, nós vamos nos casar e já temos a nossa casa toda pronta, eu NUNCA seria capaz de te trair.
Roberta: Você me dá um tempo pra pensar ? 
Diego: Você não confia em mim né ?! Tudo bem, eu te amo e te dou todo o tempo do mundo, só espero que não demore muito, porque eu vou sentir muito a sua falta, agora eu vou pedir pra enfermeira vir olhar se você tá bem, e depois vou pro meu quarto. Boa Noite Princesa, eu te amo muito! - ele dá um beijo na testa dela e sai do quarto, e ela começa a chorar, depois de uns 5 minutos, a enfermeira olha como Roberta estava e libera ela, que sai da enfermaria e decide ir dar uma volta no jardim do colégio, ela estava chorando, muito, então, cansada, resolve se sentar encostada em uma árvore.
Vitória que estava passando lá, ouve choros de alguém e vai ver quem era, quando ela chega, ela vê que era Roberta, ela fica com dó e resolve contar a verdade, ela se senta ao lado dela.
Vitória: Roberta! - Roberta levanta a cabeça e vê que era Vitória, ela fica com raiva
Roberta: O que você quer ? 
Vitória: Não é culpa do Diego, eu que beijei ele a força, mas eu não queria ter feito aquilo, e tô arrependida, eu queria que me desculpasse, mas se não me desculpar, desculpa o Diego, porque ele sim vai sofrer, e muito.
Roberta: Então ele tava certo, e eu não confiei nele - ela começa a chorar ainda mais, mas é consolada por Vitória.
Vitória: Eu sei que não sou a pessoa ideal pra te consolar, porém, eu não quero te ver mal, sabe Roberta, os bebês, apesar de estarem dentro da barriga das pessoas, eles se sentem como as pessoas, ou seja, se você ficar triste, ele também ficara, então, fica bem, pro seu bebê ficar também, vai ser o melhor pra vocês dois, agora vai pro quarto, toma um banho, e dorme, tenta se preocupar apenas com o seu bebê, amanhã você e o Diego resolvem isso. Posso te dar um abraço ? - Roberta assentiu, ainda chorando e Vitória abraçou ela, depois de uns minutinhos..
Vitória: Vem, vamos sair daqui, tá esfriando e você pode ficar doente - as duas se levantam e vão pro colégio, elas vão pro corredor das meninas e Vitória leva ela pro quarto, elas entram.
Alice: ROBERTA! AONDE VOCÊ TAVA ? EU TAVA PREOCUPADA COM VOCÊ ? - ela percebe que Roberta estava chorando O que aconteceu com ela Vitória ?
Vitória: Não vamos tocar nesse assunto por hoje, deixa ela se acalmar primeiro, amanhã ela te conta, agora Roberta, fica bem tá ?
Roberta: Obrigada Vitória! Ah, tá perdoada, você foi muito legal comigo.
Vitória: De nada, e obrigada por me perdoar, agora fica bem, boa noite gente! - Vitória sai do quarto de Alice e Roberta e vai pro seu.
No quarto de Alice e Roberta...
Alice: Amiga, tá tudo bem ?
Roberta: Lice, depois eu falo tá ?!
Alice: Tá bom, vai tomar um banho pra você melhorar um pouco, depois dorme, vai te fazer bem
Roberta: Ok - Roberta vai pro banheiro, toma banho e se veste.
Quando volta pro quarto, Alice já estava dormindo, então ela se deita na cama, chora um pouquinho e depois acaba caindo no sono.

CONTINUA...
Capítulo dedicado à Rebeca e à Francielly *--*

Um comentário:

☠ rock luar ☠ disse...

aaaaaaaaaai
posta mais logooooooooooooo