segunda-feira, 14 de maio de 2012

Web Novela - ''Medo de Amar'' 183º CAPÍTULO


183º Capítulo - Roberta termina o noivado com Diego, mas ele faz com que ela pense mais à respeito
No hospital, Lua termina de ser atendida, e Roberta sai da sala do Dr. com ela.
Michelle: E aí Roberta, o que a Lua tem ?
Roberta: Gastroenterite
Michelle: Um dos meus netinho teve essa infecção uns dias atrás. Mas, que bom que não é nada grave né ?
Roberta: É, eu levei um susto, a Lua nunca passou mal assim. Vamos embora, eu preciso passar na farmácia pra comprar uns remédios pra ela
Michelle: Claro, vamos - Roberta, Lua e Michelle vão pro carro, Roberta dirige até a farmácia, ela para, compra os remédios de Lua, volta pro carro e vai dirigindo até chegar em casa.
Enquanto isso...
Depois que Pedro e Alice saíram do bar eles foram pro hospital, e Diego seguiu eles, os três chegaram no hospital juntos.
Alice: O que você veio fazer aqui ?
Diego: Vim ver a minha filha e a minha noiva
Alice: EX - eles entram no hospital, e Alice vai saber notícias sobre Lua.
Secretária: Boa Noite! Posso ajudar ?
Alice: Boa Noite! Eu queria saber se a Lua Messi Maldonado está aqui no hospital ?
Secretária: Só um minuto - ela verifica se ela estava lá.
Secretária: Ela saiu do hospital há 10 minutos
Alice: Ah, obrigada!
Secretária: De nada! - Alice vai até Pedro e Diego.
Alice: Ela já saiu, deve ter ido pra casa, vamos Pedro - ela e Pedro saem, e Diego vai atrás, eles vão em direção à casa de Roberta&Diego.
Enquanto isso... 
Roberta, Michelle e Lua chegam em casa, elas entram e encontram Eva, Franco e Arthur na sala de visitas. PS: Lua estava dormindo no colo de Michelle e Arthur estava dormindo no colo de Eva.
Eva: Filha, como a Lua tá ? Oi Michelle!
Franco: Oi Roberta! Oi Michelle! 
Roberta: Oi Franco! Ela está bem mãe, está só com uma infecção, gastroenterite.
Michelle: Oi Sr. Franco! Oi Dona Eva! Roberta eu vou colocar a Lua no berço dela
Roberta: Ok, obrigada por tudo Michelle!
Michelle: De nada!
Eva: Filha, é algo grave ?
Roberta: Não, é só uma infecção que ela pegou, é só ela tomar alguns remédios e beber bastante líquido.
Eva: Ai, graças a Deus
Roberta: E o Diego, não apareceu até agora né ?
Eva: A Alice e o Pedro foram atrás dele - assim que ela disse isso, Alice, Pedro e Diego entraram.
Alice: Mana, como a Lua tá ?
Roberta: Ela tá bem, tá só com uma infecção
Pedro: É algo grave ?
Roberta: Não
Alice: Nada seria tão grave quanto ao que o Diego fez né Diego ?
Diego: Eu não vou falar mais nada Alice, pode contar tudo, eu não trai a Roberta e isso você e o Pedro sabem muito bem
Alice: CALA A BOCA DIEGO, EU VOU FALAR TUDO
Roberta: PAREM VOCÊS DOIS, SE VOCÊS ACORDAREM A MINHA FILHA, EU VOU MATAR VOCÊS, ELA JÁ TÁ ENJOADINHA, TÁ PASSANDO MAL E ELA NÃO PRECISA SER ACORDADA.
Alice: Mas mana, você não quer saber não ?
Roberta: Saber o que ? Que o Diego saiu com uma menina da faculdade dele, e mentiu pra mim dizendo que ia sair com os amigos ao invés de ficar aqui comigo e com a filha dele, isso eu já sei, e sei também que essa menina quer acabar com o nosso noivado, então, BINGO pra ela, porque pra mim acabou, eu vou voltar pra onde eu nem devia ter saído, pra casa da minha mãe - ela começou a chorar, tirou a aliança, jogou em Diego e subiu as escadas, indo pro seu quarto.
Eva: Diego, você fez isso mesmo ? - ele fica calado
Diego: Muito obrigada viu Alice, muito obrigada por acabar com o meu casamento - ele sobe as escadas e vai atrás de Roberta, ele passa no quarto de Lua, mas só vê ela dormindo, ele dá um beijo na testa da filha e depois vai até seu quarto, a porta estava só encostada, ele abriu a porta, e encontrou Roberta chorando, de costas pra porta, ele chegou perto dela, e se sentou na cama.
Diego: Roberta!
Roberta: Que foi ? - ela se virou pra ele
Roberta: Veio pedir desculpas de novo como você sempre pede depois de fazer ou dizer coisas erradas ? Eu sempre te desculpo, porque eu te amo, e sei que você faz as coisas por impulso, mas, dessa vez, eu sinto muito, mas é demais pra mim, você mentir já é difícil de perdoar, porque eu confiava em você, mas mentir pra sair com outra mulher é mais que um erro, é pecado Diego. Nós ainda não chegamos na frente do padre pra você prometer amar e me respeitar, mas desde o dia em que você me pediu em casamento, acho que era o seu dever me amar e me respeitar. - ela dizia chorando
Roberta: Eu achei que você fosse diferente dos outros homens, mas já vi que todos são iguais, ao menos os que eu escolho, ao menos o Binho não me traiu e nunca mentiu pra mim, nós só terminamos porque não dava mais certo e ele não aceitou isso, mas me trair, NUNCA, sabe por que ? Porque ele me amava, e com certeza se ele me traísse, ele ia terminar comigo e me contar, por mais que eu sofresse, mas é bem melhor você ouvir a verdade da pessoa do que saber pelos outros. Diego, se você não me amava mais, era só me dizer, que eu desmarcava o casamento, você não precisava me dar motivos pra terminar com você, eu disse que não deixaria você  ver a Lua nunca mais se me traísse, só que como ela é muito nova, eu vou deixar você ver ela nos finais de semana, eu vou dormir no quarto de hóspedes hoje, e amanhã eu arrumo as minhas coisas e as coisas da Lua pra gente ir pra casa da minha mãe. - ela continuava chorando
Diego: Roberta, eu não quero ficar longe de você, eu te amo! Eu nunca te trai com mulher nenhuma e nunca irei te trair, a Alice ia te falar que eu sai com a Júlia e que eu estava bebendo e conversando com ela, só isso, eu não te traí, e a Alice e o Pedro sabem muito bem disso, pode perguntar pra todos que estavam naquele bar, eu não te trai com a Júlia, a Alice chegou lá fazendo um barraco, gritando, xingando a Júlia, chegou até a dar um tapa nela, em momento algum eu defendi a Júlia, eu só queria saber como você e a Lua estavam, e quando eu estava indo embora do bar, assim que a Alice e o Pedro saíram, a Júlia se jogou pra cima de mim, mas eu disse pra ela que não queria ela e que te amava, então eu segui a Alice e o Pedro, a gente foi no hospital mas você não tava lá, e depois viemos pra cá, só isso.
Roberta por favor, não faz isso, não termina comigo, fica aqui, me perdoa, falta menos de 1 semana pra gente se casar, não me larga, eu não sei viver sem você
Roberta: Como eu posso acreditar em você, depois do que você fez, eu perdi a confiança em você Diego, perdi.
Diego: Você quer que eu faça o que pra você voltar pra mim ? Você quer que eu te dê um carro, uma casa, roupas, sapatos, você quer o que ?
Roberta: Você não vai me comprar com presentes Diego, eu não sou como todas as outras mulheres.
Diego: Você quer que eu te reconquiste ? Você quer que eu te prove que você pode confiar em mim ?
Roberta: É, eu quero que você me prove que eu posso confiar em você, e se você me provar, eu posso pensar, sobre o nosso casamento
Diego: Ok, mas, enquanto isso, não sai dessa casa, afinal, ela é toda sua.
Roberta: Eu não saio, mas, essa casa não é minha, é sua.
Diego: Não, ela é sua, eu coloquei no seu nome, eu tenho a escritura dela ali
Roberta: DIEGO, VOCÊ É LOUCO ?
Diego: Não, eu coloquei no seu nome, coloquei porque eu amo você.
Roberta: Você não devia ter feito isso
Diego: Mas fiz, e agora vai ficar assim.
Roberta: Diego, me responde só uma coisa ?
Diego: Claro, que coisa ?
Roberta: Por que você não me disse a verdade ?
Diego: Porque se eu te falasse que queria sair com uma mulher, você ia brigar, ia ficar chateada, e eu não queria isso.
Roberta: E mentindo, você achou que minha opinião ia mudar ?
Diego: Não, mas ... - ele trava
Roberta: Não precisa dizer mais nada Diego, você só age assim, por impulso, e depois sofre as consequências.
Diego: Roberta, você vai me perdoar ?
Roberta: Diego, eu já falei pra você que não confio em você mais, só vou te perdoar e acreditar em você, se você me provar que eu posso voltar a confiar em você. - ele abaixa a cabeça
Diego: Tudo bem, eu vou te provar, mas antes, posso te pedir uma coisa ?
Roberta: Pode
Diego: Não, deixa pra lá, você não vai querer
Roberta: Anda Diego, fala, se eu não saber, como eu não vou querer ?
Diego: Euqueroumbeijo - ele fala rápido
Roberta: Quer o que ?
Diego: Euqueroumbeijo 
Roberta: Fala devagar
Diego: Ah, deixa pra lá, eu não vou nem pedir, mas por favor não fica com raiva - ele beija ela, e ela não resiste e cede a passagem pra língua dele.

CONTINUA...
Capítulo dedicado à Eduarda *--*

Um comentário:

Juliana Ferreira disse...

vc ainda vai postar hoje?