quinta-feira, 12 de julho de 2012

Web Novela - ''Amor Eterno'' 61º CAPÍTULO


Pov Arthur On'
Conversei com a Lua, disse tudo pra ela, e depois a abracei, e quando eu fiz isso, eu senti algo estranho, eu a queria e queria agora, então pedi a ela pra eu fazer uma coisa e ela deixou, e então eu a beijei, as coisas foram esquentando, e eu a deitei na cama, ficando por cima dela, ela, pelo visto, tava adorando, e foi se entregando a mim, eu distribuía beijos pelo pescoço e colo dela, ela por sua vez arranhava minhas costas ainda por debaixo da camisa.
Ela ficou puxando a minha camisa, sinal de que queria tirá-la, eu me afastei dela, e ela tirou a minha camisa, e logo voltamos a nos beijar calorosamente.
Cinco minutos depois, ela estava só de calcinha e eu de cueca, pois o sutiã dela eu já tinha tirado há muito tempo, e nesse momento estava beijando os seios maravilhosos que ela tinha. Essa menina me tira do sério, na boa, ela é muito perfeita, ninguém tem um corpo com o dela. Ela se esfregava em mim, fazendo as nossas intimidades se tocarem ainda cobertas, o meu pênis já pulsava e até doía de tão duro que estava, e logo tirei a calcinha dela, e a minha cueca, agora sim, nada nos impedia, me encaixei nela, e olhei por corpo dela todo.
Lua: Que foi? – ela falava ofegante
Arthur: Estou vendo como você é perfeita – eu pisquei pra ela, e ela mordeu os lábios, isso foi à gota d’água pra eu me enlouquecer e então penetrei devagarzinho, arrancando um gemido abafado dela, que agora mordia meu ombro.
Eu fui aumentando a velocidade e ela gemia cada vez mais alto, isso me deixava louco, completamente louco, depois de mais umas investidas, percebi que estávamos chegando ao ápice, aumentei ainda mais o ritmo e em menos de 1 minuto chegamos ao ápice do prazer, ela me beijou e eu saí de dentro dela, me deitei ao seu lado, e a puxei, a deitando em meu peito nu, logo nos cobri e dei um beijo na testa dela.
Arthur: Eu amo você princesa!
Lua: Eu também te amo príncipe! – ficamos em silêncio e eu sentia a pulsação forte dela, e logo acabei adormecendo, acho que ela também.
Pov Arthur Off'

Pov Lua On'
Nossa! Eu não esperava por isso, depois do beijo, acabamos transando, e eu percebi o quanto o Arthur é perfeito, meu Deus, que homem lindo! Depois de tudo, ele ainda disse que me ama, e acho que acabou adormecendo, eu olhei pra ele e vi que ele estava dormindo, feito um anjo, então eu saí de cama devagar, me vesti, saí do quarto devagar e fui pro quarto de hóspedes, eu precisava de um banho, entrei no quarto e fui direto pro banheiro, tirei minhas roupas e tomei um banho bem frio e bem demorado também, devia ter demorado uns 40 à 50 minutos, depois me sequei, e fui até o quarto me vestir pois minhas roupas ainda não estavam no closet, eu fui sem toalha mesmo eu estava praticamente sozinha em casa, o Arthur tava dormindo mesmo, e quando cheguei no quarto, encontrei o Arthur entrando lá.
Lua: ARTHUR! – eu gritei tentando me cobrir e fiquei vermelha na hora
Arthur: ii Lua, eu já vi tudo ai mesmo – ele sorriu safado e eu corri pro banheiro, me enrolei em uma toalha e voltei pro quarto.
Lua: O que você quer?
Arthur: Vim te ver, senti sua falta na cama.
Lua: Eu precisava de um banho, e acho que você pode fazer o mesmo.
Arthur: Eu já vou tomar banho, só vim te dizer uma coisa.
Lua: Que coisa?
Arthur: Você é muito gostosa! – ele sorriu safado e eu joguei uma almofada nele
Lua: ARTHUR!
Arthur: É verdade, agora eu vou tomar banho, tchau gostosa, te amo! – ele mandou um beijo no ar pra mim, eu sorri, ele deu uma piscada e saiu do quarto, eu fui até a porta e a tranquei, logo depois fui me vestir.
Pov Lua Off'

Pov Arthur On'
Acordei uns 35 minutos depois e vi que a Lua não estava na cama, me vesti, fui ao banheiro e depois fui até o quarto de hóspedes, cheguei lá e a Lua estava sem roupa, que visão perfeita!
Ela gritou e logo depois se enrolou em uma toalha, falei umas coisas com ela e depois voltei pro quarto, tô até pensando em perdoar a Lua por um tempo, até que transar com ela assim todo dia não seria tão ruim e outra, vai que ela foi vítima do Pedro mesmo, eu não vou muito com a cara dele, vou propor isso pra Lua, quem sabe ela aceita.
DROGA! Esqueci de contar pra Lua sobre a Ray!
Ah, depois eu conto e converso com a Lua sobre nós.
Agora vou tomar um banho bem frio, isso sim.
Pov Arthur Off'

Pov Lua On'
Me vesti e depois desci até a cozinha pra comer alguma coisa, tava morrendo de fome, peguei uma maça verde na geladeira e subi pro quarto comendo, cheguei no quarto, peguei meu notebook, me joguei na cama, liguei o notebook e entrei no meu MSN e no Face.
Pov Lua Off'

∞Lua Blanco∞ acabou de entrar
♥Sophia Abrahão♥ acabou de entrar
♥Sophia Abrahão♥: Amigaaaaa liiiiiiiiiiiinda *-*
∞Lua Blanco∞: Oi minha liiiiiiiiiiinda *-* Tudo bem?
♥Sophia Abrahão♥: Tô ótima e você?
∞Lua Blanco∞: Tô bem também amiga
♥Sophia Abrahão♥: E o Arthur amiga?
∞Lua Blanco∞: Tá bem amiga
♥Sophia Abrahão♥: Que ótimo! Manda beijo pra ele
∞Lua Blanco∞: Pode deixar que eu mando sim amiga.
¥Pedro Cassiano¥ acabou de entrar
¥Pedro Cassiano¥: Oi princesa *-*
∞Lua Blanco∞: Oi
¥Pedro Cassiano¥: Tudo bem linda?
∞Lua Blanco∞: Aham
¥Pedro Cassiano¥: Aconteceu alguma coisa princesa?
∞Lua Blanco∞: Aconteceu, e eu não quero que você fale nunca mais comigo.
¥Pedro Cassiano¥: Credo Lu. Por quê?
∞Lua Blanco∞: Você ainda pergunta? Você acabou com a minha vida.
¥Pedro Cassiano¥: Eu? Eu não fiz nada.
∞Lua Blanco∞: Fez sim, você mandou uma foto minha e sua nos beijando pro Arthur.
¥Pedro Cassiano¥: Você tá doida? Eu não fiz nada disso.
∞Lua Blanco∞: Fez sim, eu sei que foi você, você deve ter colocado um Boa Noite Cinderela na minha água e fez isso, mas fique você sabendo que isso não vai ficar assim, nunca mais me procura
∞Lua Blanco∞ ficou offline.

CONTINUA...
Capítulo dedicado à todas as minhas leitoras *-*

4 comentários:

moonlight disse...

lindo demais.... posta mais bjs

Anna Beattriz Santos disse...

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Ana Cristina disse...

AMANDOOOO, dedica um para mim?

--> CRISTINA :)

Princesa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.