terça-feira, 10 de julho de 2012

Web Novela - ''Medo de Amar'' 215º CAPÍTULO


215º Capítulo - Roberta grita com Lua
Diego: Minhas princesas, acho que a Marcinha e o Téo estão chegando, vamos descer ?
Lua e Roberta: Vamos - Roberta e Diego se levantam da cama e Roberta pega Lua no colo
Diego: Amor, deixa que eu levo a Lua, ela tá pesada e você tá grávida
Roberta: Relaxa amor, ela nem tá muito pesada, eu levo ela, até porque você tá com o braço engessado ainda, não dá pra levar ela
Diego: Claro que dá, me dá ela aqui
Roberta: Amor, eu levo ela
Diego: Nada disso, eu levo
Lua: Ai que coia sata, eu vou ozinha gente, eu sei dandar, deiam de ser bobos e satos (Ai que coisa chata, eu vou sozinha gente, eu sei andar, deixam de ser bobos e chatos)
Roberta: LUA MARIA MESSI MALDONADO! OLHA COMO VOCÊ FALA COMIGO E COM SEU PAI EM ?! CADÊ O RESPEITO ? 
Lua: Decupa mama, decupa papa
Roberta: Tá desculpada
Diego: É princesa, tá desculpada, agora vem cá no papai - Diego pega ela no colo
Lua: Papa, deia eu ir ozinha, eu seguro na sua mão
Diego: Ok - Diego coloca Lua no chão, e dá a mão pra ela que segura
Diego: Agora vamos descer Lua - ele começa a descer com Lua, ele contava os degraus pra ela aprender, até que ele percebe que Roberta não tinha descido nenhum degrau
Diego: Anda Roberta, desce logo - Roberta desce e vai até ele
Roberta: Por que você tá me tratando assim ? - ela diz com os olhos cheios de água
Diego: Ah vai chorar ?! Quer um lencinho ?
Roberta: Diego, não me trata assim - ela diz isso e cai uma lágrima do olho dela
Diego: Roberta, depois a gente conversa - ele continua descendo com Lua, e logo Roberta começou a descer os degraus limpando as lágrimas que insistiam em cair, Diego se senta no sofá da sala de visitas com Lua no colo, e fica brincando com a filha, enquanto Roberta se sentou em outro, e ficou olhando os dois, de vez em quando Diego olhava pra ela e o olhar dos dois se cruzavam, mas ele logo balançava a cabeça negativamente e voltava a olhar pra Lua.
Logo, alguém bate na porta...
Roberta: Deixa que eu atendo - ela se levantou, foi até a porta, abriu ela e lá estava Márcia e Téo.
Roberta: Marcinha! - ela abraça Márcia
Roberta: Téo! - ela abraça Téo
Márcia e Téo: Oi Roberta!
Márcia: Tudo bem cunhadinha ?
Roberta: Estou bem e vocês ?
Téo: Estamos ótimos - eles entram e Roberta fecha a porta
Lua: Titia Macia! Titio Téo! - ela corre em direção à eles e Márcia pega ela no colo.
Márcia: Oi princesa da titia! Tudo joia ?
Lua: Eu tô bem titia e voe ? (Eu tô bem titia e você ?)
Márcia: Eu estou ótima minha linda - Lua pula no colo de Téo
Lua: Titio Téo! Tudo bem ?
Téo: Oi bonequinha do tio! Eu tô ótimo e você ?
Lua: Tabém (Também)
Márcia: Maninho! - ela abraça Diego
Diego: Oi maninha! Tudo bem ?
Márcia: Tô bem e você ?
Diego: Também
Téo: Diego!
Diego: E aí Téo ? Beleza cara ?
Téo: Tô ótimo e você ?
Diego: Igualmente - eles se sentaram nos sofás, Márcia, Téo e Lua que estava no colo de Téo no maior, e Roberta e Diego no menor.
Márcia: E então maninho, como é a Austrália ?
Diego: Muito linda! Estou pensando em ir lá nas férias
Márcia: Eu e o Téo também
Diego: A gente podia combinar com o Pedro, a Alice, o Tomás e a Carla, aí íamos nós 6, e a Lua e o Arthur, claro, nós 8 então.
Márcia: É verdade, seria uma ótima ideia, mas, depois a gente vê isso. E o casamento mano, vai marcar de novo ?
Diego: Vou, claro, para o mais rápido possível, quero acabar com essa coisa toda logo, só quero o exame da Karen primeiro
Márcia: Acho que sai no final da semana, na sexta
Diego: Ai graças a Deus! Não aguento mais, apesar de saber que vai dar negativo
Márcia: Mas então, e o bebê cunhadinha ? - Roberta já estava triste ao ser tratada daquele jeito por Diego, mas ela o amava e então tava aceitando pois queria ele com ela, e quando Márcia falou do bebê, ele a olhou com um olhar com um pouco de raiva, e ela abaixou a cabeça.
Roberta: Está bem
Márcia: E você, está bem mesmo ?
Roberta: É, eu estou - ela sorriu forçada
Márcia: Não é o que parece cunhadinha, tem certeza ?
Roberta: Tenho, eu só estou muito cansada.
Márcia: Olha cunhadinha, se você preferir ficar um pouco deitada no quarto, nós não importamos né Téo ?
Téo: É, claro que não, se quiser, pode ir Roberta, a gente te entende
Roberta: Obrigada gente, mas, eu vou ficar aqui mesmo
Diego: Tem certeza ? Você tá bem mesmo ? - essa foi a única coisa que ele disse pra ela sem ofendê-la e nem magoá-la
Roberta: Tenho, e eu estou bem - ela disse fitando o chão, ela não queria olhá-lo enquanto ele não explicasse o porque de tanto desprezo quando ele falou antes com ela.
E eles continuam conversando...
Até que Michelle serve o jantar e os chama, eles se levantam e vão jantar.
Depois do jantar, eles voltam pra sala de visitas e ficam conversando...
Roberta: Eu vou no meu quarto, acho que o meu celular tá tocando - ela se levanta, e Márcia estranha de Roberta não ter dado um selinho em Diego, afinal, eles não tinham dado nenhum até o momento.
Márcia: Eu vou ao banheiro, já volto - Márcia mente e vai atrás de Roberta, ela a encontra no quarto dela e de Diego, sentada na cama fitando o chão.
Márcia: Cunhadinha, tá tudo bem mesmo ? - ela se senta ao lado de Roberta
Roberta: Comigo sim, já entre eu e o Diego não sei
Márcia: Como assim ? Aconteceu alguma coisa ? Vocês não tinham voltado ?
Roberta: É a gente voltou, lá no aeroporto, tava tudo bem até quando a gente foi descer
Márcia: Como assim ?
Roberta: Ah, a gente tava resolvendo quem ia descer com a Lua, até que ela disse que ia sozinha e chamou a gente de chatos e bobos, eu sei que foi uma ''brincadeira'' dela, mas eu não quero criar a minha filha pra ela ficar falando isso nem pra mim e pro pai dela e nem pra ninguém, eu sei que chato e bobo são duas palavras idiotas, mas eu não quero que a minha filha seja assim sabe, eu não sei se você me entende.
Márcia: Eu te entendo, só não entendi essa história, tem mais ?
Roberta: Tem, eu perguntei a Lua cadê o respeito e tal, então ela pediu desculpas, e desceu
de mãos dadas com o Diego, mas eu fiquei no topo da escada, ele me chamou com ignorância, e como eu nunca fui tratada assim por ele e estou sensível por causa da gravidez, fiquei com os olhos cheios de água, ele abusou de mim, perguntando se eu queria lencinho e tal, e depois eu perguntei porque ele tava me tratando assim e ele disse que depois conversava comigo.
Márcia: Nossa, ele pegou um pouco pesado com você, mas não fica assim, ele só deve ter ficado nervoso por você ter zangado com a Lua, ele é muito protetor sabe, e não deve ter gostado de você brigar com ela, mas, não esquenta cunhadinha, ele vai pedir desculpas e vai ficar tudo bem
Roberta: Sempre isso né ?! Pediu desculpas e fica tudo bem, tô um pouco cansada disso.
Márcia: Cansada do Diego ?
Roberta: Não, das nossas brigas, caramba, mal a gente voltou e já vamos ter DR
Márcia: Olha cunhadinha, calma, tudo vai se acertar - Márcia abraça Roberta que corresponde o abraço.
Roberta: Obrigada Marcinha!
Márcia: Pelo que ?
Roberta: Por se preocupar comigo e me entender, coisa que seu irmão não fez
Márcia: Ah que nada cunhadinha, e olha fica tranquila, vai ficar tudo bem, e eu me preocupo com você porque você é como uma irmã pra mim, eu sei que você é mais amiga da Alice e da Carla, mas saiba que é como uma irmã pra mim, eu gosto muito de você
Roberta: Ah, eu também te considero uma irmã pra mim, e eu sou amiga de vocês três igual, são como minhas irmãs, e eu também gosto muito de você
Márcia: Agora vamos descer ?
Roberta: Vamos - as duas descem, e voltam pros seus lugares
Diego: Quem era no celular ?
Roberta: Ninguém, não era meu celular tocando
Diego: Era o meu ?
Roberta: Isso só você pode saber, o celular é seu, não é mesmo - e esse clima chato ficou até Márcia e Téo irem embora, na saída, Márcia disse pra Roberta que tudo ficaria bem e que ligaria pra ela amanhã pra saber de tudo e que qualquer coisa ela poderia ligar pra ela, Roberta agradeceu, subiu com Lua dormindo no colo dela e colocou ela no berço, logo depois, foi pro quarto dela e de Diego, temendo pela conversa dos dois, ela tinha medo dele ficar com raiva dela durante muito tempo, ou terminar tudo, mas limpou as lágrimas, levantou a cabeça, colocou a mão no puxador da porta do quarto que era daquelas portas de correr, e entrou no quarto.

CONTINUA...
Capítulo dedicado à todas as minhas leitoras *-*