sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Web Novela - ''Amor Eterno'' 106º CAPÍTULO


Pov Arthur On'
Eu e a Rayana chegamos na minha casa, eu estacionei o carro na porta, saímos do carro e entramos em casa, ouvi um barulho na sala de televisão e fui até lá, era o Pedro.
Arthur: Pedro, cadê o meu pai ?
Pedro: Ele já foi pro consultório.
Arthur: Droga! 
Pedro: Por que ?
Arthur: Nada não. Rayana vamos subir.. - eu e ela subimos para o meu quarto, ela sentou na minha cama, eu joguei a chave em cima da escrivaninha do meu quarto e fiquei em pé mesmo.
Arthur: Rayana, antes de entrar na parte chata do assunto, eu preciso te dizer que eu e a Lua.. voltamos a conversar.
Rayana: Que ? Como ? Mais por que ?
Arthur: Porque durante 15 anos, nós fomos melhores amigos, e eu não quero que a nossa amizade acabe assim, por poucas coisas.
Rayana: Poucas coisas ? Você foi traído por ela com seu melhor amigo.
Arthur: Isso não importa mais, o que importa é que nós voltamos a conversar. Agora mudando de assunto, que ideia é essa de gravidez ? Você tá louca ? 
Rayana: Não Arthur, mas eu quero um filho seu.
Arthur: Ah, simples assim né? Você quer e pronto ? Ah, você tá fora de controle, e pode esquecer essa história, pelo menos por um bom tempo. Nós somos muito novos para sermos pais, e eu não acho que agora é uma boa hora de você ficar grávida.
Rayana: Mas eu quero Arthur!
Arthur: Rayana, querida.. eu vou te ensinar a não ganhar tudo na hora que você quer, porque sei que você foi criada e cresceu ganhando tudo que quer na hora que quer.. mas isso vai mudar, porque nós não vamos ter um filho. - ela permaneceu calada.
Arthur: E fim de papo. - eu peguei a chave do carro e abri a porta do quarto.
Rayana: Aonde você vai, Arthur ?
Arthur: Vou sair, para pensar.
Rayana: Posso ir com você ?
Arthur: Acho melhor não. - eu saí e bati a porta do meu quarto, desci as escadas, saí de casa e entrei no meu carro.

Depois dessa conversa, resolvi ir pensar, e também ir conversar com a Lua, sei que a gente começou a conversar tem pouco tempo, mas já me sinto livre para ir visitá-la. Estacionei meu carro perto do hotel em que ela estava, desci do carro e fui até o hotel, eles nem precisaram ligar pra ela e perguntar se eu poderia subir, eles liberaram na hora a minha entrada. Subi de elevador, fui andando até o quarto dela e bati na porta, e logo ela abriu, ela estava linda.
Lua: Arthur? - ela fez uma cara de surpresa, mas logo sorriu.
Arthur: Sentiu saudades de mim? - eu abri os braços e ela me abraçou, bem forte.
Lua: Bobo. - ela riu.
Arthur: Você que é. - eu ri e ela se afastou de mim.
Arthur: Não vai me convidar pra entrar não ?
Lua: Vou, entra aí seu chato.
Arthur: Chato não, lindo! - eu disse entrando.
Lua: E mentiroso! - ela gargalhou e eu fiquei sério.
Lua: Ficou com raiva ? - ela parou de rir e me encarou.
Arthur: Fiquei. - eu menti e ela riu.
Lua: Deixa de ser idiota, eu sei que você tá me enganando. - eu sorri.
Arthur: Você me conhece né?!
Lua: Conheço, e muito bem, não adianta me enganar Aguiar..
Arthur: E nem você pode me enganar, também te conheço Blanco. - nós sorrimos um para o outro.
Lua: Mas agora me diga.. você está bem ? - ela se sentou na cama dela.
Arthur: Estou sim, e você ? - eu me sentei ao lado dela.
Lua: Estou ótima, graças a Deus! Posso te fazer uma pergunta ?
Arthur: Já fez.
Lua: Palhaço - ela riu.
Arthur: Nossa, em menos de 5 minutos você já me chamou de bobo, chato, mentiroso, idiota e palhaço! - eu também ri.
Lua: Foi mal.. mas eu posso perguntar ?
Arthur: Vai, pergunta Lu..
Lua: Aconteceu alguma coisa com seu carro? - ela disse parecendo estar preocupada.
Arthur: Eu bati ele em outro carro hoje cedo.
Lua: Nossa! Mas você não machucou não né ? - ela pareceu mais preocupada.
Arthur: Não, eu estou bem.. ah Lu, posso desabafar com você ?
Lua: Pode Thur, claro. - eu contei para ela toda a história da Rayana, contei que já tinha avisado para a Ray que a gente tinha voltado a conversar, mas também disse que tava pensando em terminar com a Rayana, porque realmente estou pensando nisso.
Lua: Ah, que tenso em Thur?! Sobre o carro, não tenho nada a dizer 'rs o tio Alexandre que vai ficar furioso com isso, mas não é da minha conta. Sobre a gravidez, acho que o que você tinha que fazer, já fez, que foi conversar com ela sobre isso e falar que não tá na hora, porque eu acho que realmente não está, mas você devia conversar de novo com ela sobre isso. Já sobre você terminar com ela, acho que você devia pensar melhor, com mais tempo, para depois não se arrepender, agir por impulso nunca é bom.
Arthur: Você é meu anjo da guarda, sabia ? - ela gargalhou e depois sorriu pra mim.
Lua: Não sou não, sou apenas sua amiga, e quero sempre poder te ajudar em tudo que for possível, sempre que quiser desabafar, pode vir aqui conversar comigo e quando eu for embora... - eu cortei ela.
Arthur: Não, não diz isso, não quero nem pensar no momento em que você for embora.
Lua: Ok, mas depois que eu for, quando precisar conversar e desabafar é só me ligar, ou conversaremos pelo Skype Thur, tudo na vida tem uma solução.
Arthur: Valeu Lu, valeu mesmo, por tudo!
Lua: Não precisa agradecer.. - ela sorriu e eu sorri de volta para ela, depois ela deitou sua cabeça em meu ombro.
Lua: Estou cansada - ela disse depois de dar um suspiro forte.
Arthur: Quer que eu vá embora, para você dormir ?
Lua: Não, fica. Não estou cansada neste sentido, estou cansada da vida, cansada do Chay, cansada de tudo.
Arthur: Não fala assim Lu, sua vida é perfeita e pelo que você diz, ama o Chay.
Lua: Ah, mas eu estou tão cansada dele e da vida. Esses dias ele tá estranho, e a Sophia foi procurar ele essa semana, os dois vão fazer um trabalho juntos e tal, e ele ainda disse que hoje de manhã teria uma aula na faculdade extra, mas não tô acreditando muito sabe.. eu tenho receio de que ele me traia com a Sophia, ela ama ele e tá na cara que ele ainda gosta dela.
Arthur: Mas por que você não larga ele então, se sabe que ele gosta dela ?
Lua: Porque eu amo ele, quer dizer, eu acho. - ela abaixou a cabeça, parecia triste.
Arthur: Lu, minha linda, não fica assim, tá tudo bem e se não estiver, vai ficar, se você ama ele ou ao menos acha que ama, você tem que confiar nele, mas se a confiança não estiver, digamos, funcionando, você pensa direito e faz o que achar melhor.
Lua: Agora eu é que te agradeço Thur, muito obrigada!
Arthur: De nada Lu, você sabe que você mora no meu coração, e não quero te ver tristinha, levanta essa cabeça e sorri pra mim vai.. - eu puxei a cabeça dela pelo queixo, levemente com uma mão.
Lua: Agora sorri vaaai.. - eu sorri e ela também
Arthur: Isso, é assim que eu gosto e é assim que eu quero te ver sempre.
Lua: Bobo!
Arthur: Linda!
Lua: Chato!
Arthur: Linda!
Lua: Lindo! - ela sorriu, eu não aguentei e encostei meus lábios nos dela, ela abriu a boca cedendo a passagem da minha língua, confesso que me surpreendi o.O estávamos nos beijando, nem tô acreditando nisso.. o nosso beijo estava bem calmo, ela pegava na minha nuca de leve e eu apertava a cintura dela levemente também.

MINUTOS DEPOIS...

O beijo estava ótimo, mas precisávamos respirar né? 'rs
Agora quero só ver o que vai dar, fizemos algo errado, eu assumo, estamos comprometidos com outras pessoas, mas todos sabem que nós somos apaixonados um pelo outro desde pequenos <3
Pov Arthur Off'


CONTINUA...

3 comentários:

Juh Gomes disse...

AAAAAA
Posta +++++++++++++++++++++++
Pelo Amor de Deus !!!

Rebelde Para Sempre disse...

Só segunda, como está na programação!

Jullia disse...

Hooje é segunda >< Pooosta :D