sábado, 26 de março de 2016

Web Novela - ''Seus Filhos, Meus Filhos, Nossos Filhos'' 36º CAPÍTULO

 

Pov Lua On'
Acordei com a Roberta e o Diego pulando na minha cama.
Lua: Bom dia crianças - eu disse ainda meio sonolenta.
Roberta e Diego: Bom dia mamãe linda!
Lua: Nossa, que amor todo é esse ? - nós rimos
Roberta: É que a gente ta muito feliz mamãe, a vovó chega hoje, não é ?
Lua: Ah sim, sabia que tinha algum motivo - eu ri
Lua: Sim, ela chega hoje a tarde.
Diego: Vai demorar muito mamãe ?
Lua: Não, acho que não.. To perdida, quantas horas são? - peguei meu celular e me assustei, já era 11:30.
Lua: Nossa! Acho que dormi demais, está muito tarde. Vocês já tomaram café ?
Roberta e Diego: Sim
Lua: Ótimo, vou tomar um banho, troquem de roupa e encontro vocês dois lá embaixo para almoçar ok?
Roberta e Diego: Ta bom mamãe. - eles desceram da minha cama
Lua: Ei ei, e meu beijo? - os dois pularam na cama novamente e me encheram de beijos, foram muitos beijos e muitas risadas, depois eles saíram do meu quarto e eu fui tomar um banho.
Depois que me arrumei, passei no quarto da Roberta e depois no quarto do Diego, mas os dois já haviam decido, então também desci e fui para a mesa almoçar, os dois já estavam sentados me esperando.
Roberta: Ai mamãe, você demorou.
Lua: Desculpa filha, demorei para secar o cabelo, foi isso.
Roberta: Ta bom, ta bom, vamos comer agora.
Diego: Hoje é o meu dia de rezar mamãe.
Lua: Eu sei, pode rezar para a gente comer.
Diego: Papai do céu, agradecemos pela nossa comida e pelo nosso dia, amém!
Roberta e Lua: Amém! - começamos a comer.
Lua: Nossa, mas vocês dois estão chiques demais, isso tudo é pra vovó?
Roberta: Claro né mamãe, ela merece tudo.
Lua: Humm, desse jeito eu vou ficar com ciúmes em?! - ela riu
Roberta: Para de bobeira né mamãe, eu te amo muito mais.
Diego: Eu também te amo muito mamãe.
Lua: A mamãe também ama vocês meus anjos.  
Pov Lua Off'

Pov Arthur On' 
Depois que falei com a Lua, adormeci e até cheguei a sonhar com ela. Acordei no outro dia feliz, realizado. Uma coisa é fato: aquela mulher estava mexendo (e muito) comigo, mas sei que nós juntos seria algo quase impossível, mas mesmo assim eu não desistirei tão cedo.
A minha vontade era de ligar pra ela, ficar conversando com ela horas e horas. A companhia dela me fazia muito bem, acho que ela é a mulher que pode mudar esse Arthur que eu sempre fui. Bom, acho melhor eu parar de ficar só pensando nisso e começar a agir, mas como ? Não quero machucá-la. 
Em meio a pensamentos, meu celular toca....
LIGAÇÃO ON'
Arthur: Alô
Pérola: Bom dia patrãozinho, tudo bem ?
Arthur: Bom dia Pérola, estou bem e você?
Pérola: Não muito bem, to te ligando pra avisar que estou passando mal e se não melhorar, não poderei trabalhar na segunda.
Arthur: Tudo bem Pérola, tudo bem. Precisa de mais alguma coisa?
Pérola: Vem cuidar de mim patrãozinho.
Arthur: Não posso.
Pérola: Ai, você anda tão esquisito, tão sumido. Nem fica mais comigo, e quando fica, não me trata bem. O que eu te fiz?
Arthur: Eu só cansei Pérola, não sei se gosto mais dessa vida antiga minha.
Pérola: Então me assume, fica comigo, eu sempre gostei de você e você sabe disso Thur.
Arthur: As coisas não são assim Pérola, eu não posso ficar com alguém que não me atrai.
Pérola: Como assim? Eu não te atraio? Você é louco? Vive ficando comigo e diz que não te atraio?
Arthur: Eu fico com você por pura necessidade Pérola, você é gostosa, é bonita, mas eu só fico com você por prazer.
Pérola: Por que me trata assim Arthur? Eu não mereço ser tratada assim, você ainda me pagará por tudo que me fez e faz passar.
Arthur: Continue com suas ameaças e quem vai perder é você. Não preciso de uma secretária louca que vive me atacando e me ameaçando. Quer perder seu emprego?
Pérola: Não, por favor não.
Arthur: Então aprenda a viver e pare com essas ameaças. Entenda que eu não gosto de você e saiba que não ficaremos mais juntos. Daqui pra frente somos só amigos.
Pérola: Me desculpe, tudo bem. Já que é isso que você quer.
Arthur: Sim, é isso que eu quero.
Pérola: Tudo bem. Até segunda, se eu melhorar.
Arthur: Até.
LIGAÇÃO OFF'
Eu mereço né.... Acho que fiz a coisa certa. Se estou afim de investir na Lua, não devo ficar com mais ninguém. Por mais que seja difícil, não to acostumado com isso, mas a Lua vale o esforço. 
Pov Arthur Off'

1 SEMANA DEPOIS...
Pov Lua On'
Hoje faz 1 semana que minha sogra chegou. Durante esta 1ª semana nós divertimos muito. Saímos para vários lugares e as crianças estão amando né, fazia tempos que ela não vinha aqui.
Na quarta-feira estávamos na casa de minha mãe, fomos almoçar lá e o Arthur apareceu por lá com o Micael, graças a Deus tudo correu bem. Ele me tratou com respeito, almoçou com a gente e tudo. Aliás, ele não me ligou mais, confesso que senti falta.
A aparição do Arthur no almoço rendeu pauta para vários assuntos.. Diego ficou muito feliz ao ver Arthur, e Scarlett percebeu e veio me perguntar depois sobre Arthur.
Flash Back On'
Scarlett: Lua, posso falar com você a sós? - estávamos em casa, tínhamos acabado de chegar da casa de meus pais.
Lua: Claro, vamos lá fora - deixei as crianças com Robert e Sarah na sala de estar e fui com Scarlett até a área da piscina, sentamos nas cadeiras.
Scarlett: Lua, eu e Robert decidimos vir ao Brasil há alguns meses, e antes de virmos, conversamos sobre uma coisa, por isso quero falar com você.
Lua: Pode falar querida, o que é ?
Scarlett: Desde que o Guilherme se foi, nós não a vimos com ninguém. Amamos muito você, sabemos o quanto amava Guilherme, mas nós estamos preocupados com você. És uma pessoa incrível, linda, amável e merece ser feliz outra vez. Não nos leve a mal, não queremos cuidar da sua vida, você é uma adulta e sabe o que faz. Mas queríamos que você soubesse que nós estamos cientes de que a vida continua, você não deve ficar sozinha, é muito nova para isso. Guilherme se foi, não voltará mais. Não há porque você se privar de ser feliz, de amar novamente. Queríamos que soubesse que te apoiaremos em tudo que fizer, te amamos como se fosse nossa filha e queremos ver você feliz. - ela segurava minha mão e dizia, seu rosto demonstrava uma mistura de amor, insegurança e carinho.
Lua: Ah Scarlett, não se preocupe comigo. Fico feliz por saber que você e Robert se preocupam comigo, eu os amo como se fossem meus segundos pais. Guilherme era o amor da minha vida e sei que devo seguir a vida, meus pais e minha irmã vivem dizendo isso. Não sei se devo seguir, acho que é medo... - eu dizia quase chorando e ela me abraçou.
Scarlett: Ó querida, não chore. Não tenha medo, o amor é o sentimento mais lindo que há neste mundo. Todo mundo tem o direito de ser feliz e amar, não é porque meu filho se foi, que isso vai acontecer novamente com outra pessoa que estiver com você. Seja feliz Lua, você é nova e linda. Merece tudo de bom na vida, merece ter uma pessoa ao seu lado, que te ame e te ajude a criar seus filhos. Sei que os cria muito bem, é mãe e pai para eles e admiro muito você por isso também. Mas você deve ter alguém, um amor faz bem pra gente. Aquele amigo de seu cunhado, o tal do Arthur, ele parece ser uma boa pessoa, é solteiro? Ele seria um bom partido pra você. Diego o adora, a Roberta eu sei que não agrada muito pois eu conheço a minha neta e conheço esse bloqueio que ela cria contra homens que não sejam seus avôs ou o tio. Mas eu mesma, gostei do tal Arthur, sua família também gosta dele. O que você acha? Me perdoe se eu estiver sendo muito intrometida, só quero o seu bem. - meu Deus! o Arthur, não, não, o Arthur não é a pessoa certa pra mim. Estou começando a pensar que preciso ser feliz e encontrar alguém, mas com certeza o Arthur não é esse alguém.
Lua: Obrigada pelo carinho e pela preocupação comigo querida, não to muito acostumada com essa ideia de encontrar outra pessoa, recomeçar uma vida ao lado de alguém que não seja o Guilherme, mas sei que deveria seguir em frente. Quem sabe um dia não é mesmo? Acho que preciso de mais um tempo pra amadurecer esta ideia, mas te agradeço por tudo e por se preocupar comigo.
Scarlett: Tudo bem, você é quem sabe o que deve fazer. Saiba que estaremos sempre te apoiando. Mas me diga, e o tal Arthur? Eu vi como ele olha pra você, ele é solteiro? - tentei não dizer do Arthur, mas ela insistiu.
Lua: Ele é sim. - não queria dizer muito dele.
Scarlett: Ele parece ser uma boa pessoa, gostei dele. Quem sabe não é ele que vai fazer a sua vida mudar. Se liberte querida, seja feliz, deixe o amor entrar no seu coração.
Lua: É quem sabe.. Ele é mesmo uma pessoa legal, mas não quero me preocupar com isso agora. - Scarlett não sabia o que dizia, Arthur era sim uma pessoa legal, mas não uma pessoa par mim, não para mim.
Flash Back Off'
Pov Lua Off'

Pov Arthur On'
Se um dia passou pela minha cabeça que eu mudaria e conquistaria a Lua, essa ideia está completamente suspensa da minha vida. Na quarta, eu tive a pior notícia da minha vida, e foi a partir dali que eu mais pensei na Lua. Em meio a uma desgraça que ocorreu na minha vida, eu só sabia pensar nela e na vida que eu queria ter com ela, mas que jamais teria.
Na quarta, a Pérola me ligou. Ela não foi trabalhar na segunda, nem na terça e nem na quarta. Me ligou na quarta bem cedo, e me deu a pior notícia que eu poderia receber.
GRÁVIDA! 
Pérola estava grávida e eu era o pai, fiquei tão atordoado com aquela notícia que não sabia que o que fazer. Saí de casa e fui encontrar com o Micael, ele me disse que estava na casa da Sophia e que poderia ir lá. Estava sem chão, não sabia o que fazer, Micael era o único amigo que eu confia fielmente e que poderia me dar uma palavra amiga.
Quando cheguei na casa de Sophia e vi que a Lua estava lá, naquele momento me senti mais triste e derrotado. Ela estava linda. E eu sabia que jamais ficaríamos juntos, ainda mais depois da notícia que eu recebi. Almocei com o pessoal, ainda não havia falado com Micael, e no almoço eu só tinha olhos pra Lua. Olhava para ela, lembrava de minha situação e queria morrer. Resolvi não falar nada com Micael ainda, depois do almoço dei uma desculpa para ele de que tinha algo para fazer e fui embora para casa.
Não trabalhei mais. Hoje era domingo e já fazia 4 dias que estava trancado no quarto, mal saía para comer, não atendi os telefonemas de meus amigos, não conversava com minha família direito. Não contei pra ninguém nada. Só eu e Pérola sabíamos.
O que eu mais queria, era morrer ou me livrar daquela situação, Pérola queria abortar, por mais incrível que pareça ela queria, disse que era nova demais e que sabia que jamais eu ficaria com ela por causa da criança, que a criança só ia atrapalhá-la, mas eu a proibi. Eu poderia ser um lixo humano, mas era contra o aborto. Se eu fui homem pra fazer, teria que ser homem pra criar. Por mais que esse bebê acabasse com a minha vida, eu não iria me livrar dele só pra me sentir melhor, não seria justo.
Pov Arthur Off'

1 MÊS DEPOIS...
Pov Lua On' 
Hoje meus sogros iriam embora, as crianças estavam tristes, mas assim que a vida seguia né.
Tudo correu bem neste último mês, Arthur havia sumido. Não o vi depois do almoço na casa dos meus pais e ele não havia me ligado mais. Confesso que estava preocupada com ele, ainda mais depois do que Micael havia dito. Hoje encontrei-o no banco e perguntei sobre Arthur.. Micael disse que Arthur havia sumido depois do almoço na casa de meus pais, que não atendia mais as ligações de Micael e disse também que a irmã de Arthur havia ligado pra ele desesperada ontem pois não sabia mais o que fazer, disse que o irmão estava só preso dentro do quarto, que mal comia, se recusava a  conversar e havia perdido muitos dias de trabalho e inclusive perdeu muito dinheiro, pois não entregou seus projetos que tinham para entregar.
Depois de ouvir tudo isso, fiquei preocupadíssima. Por que ele teria sumido assim? Pensei em ligar para ele, mas não sabia se essa era a coisa certa a se fazer..
Meus sogros foram embora no fim do dia, depois de muito pensar, resolvi ligar para Arthur, era umas 20:00. Liguei 3 vezes e só na 4ª vez ele atendeu.
LIGAÇÃO ON'
Arthur: Alô - ele dizia com uma voz pesada, parecia cansado ou chateado.
Lua: Oi Arthur, sou eu, Lua. Atrapalho?
Arthur: Oi Lua, não atrapalha não. Ta tudo bem? - ele continuava com a mesma voz.
Lua: Estou bem, e você, como está?
Arthur: Indo né.. - ele suspirou, respondeu, e suspirou novamente.
Lua: Liguei porque me preocupei com você, ta tudo bem mesmo? - ele suspirou
Arthur: Ah Lua, pra falar a verdade, não estou bem. Às vezes a vida nos prega algumas peças e nem tudo sai como planejado.
Lua: Arthur, você me parece muito triste. Não quer sair pra se distrair? Ou sair pra conversar?
Arthur: Não sei se devo.
Lua: Por que não? Vamos, vai fazer bem pra você. To te oferecendo um ombro amigo, se quiser desabafar, conversar, estou aqui.
Arthur: Tudo bem, eu aceito. Te pego aí 21:00, pode ser?
Lua: Pode. Então até daqui a pouco, beijos.
Arthur: Até, beijos.
LIGAÇÃO OFF'
Acho que fiz a coisa certa, ele parecia triste, oferecer-lhe um ombro amigo talvez lhe faria bem. Claro que eu sei que estava correndo o risco de ser cantada a noite toda, mas fiquei com pena dele, e não me preocupei com o que poderia acontecer, mas sim, com ele. Ele parecia precisar de um amigo, e eu seria isto para ele. Queria vê-lo bem.
Fui me arrumar, meus filhos já haviam dormido, então tava tudo certo.
Pov Lua Off'



CONTINUA.....

2 comentários:

Giovanne Eduardo disse...

O nome de usuário está errado!!! Era para ser Giovanna Fontana, mas não consigo entrar e comentar com esse outro nome, então fica assim mesmo!! Bom... Eu estou amando que você voltou a postar!!! Este capítulo ficou incrível, estava com saudade de ler suas webs!! Espero que consiga postar mais capítulos, mas sei que está tentando e entendo a demora !! Beijos

Andreynna Lucenna disse...

Caraca meu Que esse capítulo me deixou sem fôlego loca Pra ver o que vai Da nesse encontro